DEPOIMENTOS

Emma HOANG, CONSULTOR DE GESTÃO – KEYRUS BÉLGICA

Qual é a sua posição na Keyrus?

Entrei para o Grupo Keyrus na Bélgica em 2012 como consultora de gestão geral. Dois anos mais tarde, fui destacado para Keyrus Management na França, trabalhando dentro da prática de marketing.

No que o seu trabalho diário consiste?

O meu trabalho consiste em realizar tarefas com vários clientes, particularmente no campo de estratégias digitais. Trata-se de fazer pesquisa in-house e análises, interagindo com os clientes para apresentar nossas recomendações a eles, ajudando-os a tomar decisões e implementar as recomendações com suas equipes. Além disso, meu trabalho também envolve a participação na fase de pré-venda de projetos, ajudando nas propostas de projetos comerciais e participação em reuniões.

A sua posição evoluiu desde que você se juntou a Keyrus? Se sim, como?

Quando cheguei ao Grupo Keyrus, eu prestava apoio aos gestores, fazendo pesquisas e outras análises, fornecendo-lhes assunto para apresentações a clientes e ajudando-os durante várias reuniões. Gradualmente, fui ganhando mais responsabilidades e agora conduzo reuniões. Também estou caminhando para mais atividades de gestão, trabalhando com consultores juniores. Além disso, o Grupo Keyrus encoraja a mobilidade horizontal dentro das várias subsidiárias: fui recrutada pelo escritório de Bruxelas, trabalho atualmente para o escritório de Paris e solicitaram uma transferência para São Paulo.

Qual era o seu objetivo em se juntar Keyrus?

Meu objetivo como consultora de gestão geral era descobrir diferentes ramos e participar em diferentes tarefas, a fim de desenvolver uma série de habilidades que me permitiriam especializar mais tarde. Os temas tratados pelo Grupo Keyrus são variados e, graças às possibilidades de mobilidade horizontal, você tem a chance de estar envolvido em vários tipos diferentes de projetos e trabalhar com diferentes equipes. Foi por todas essas razões que eu escolhi me juntar ao Grupo Keyrus. Eu também estava muito motivada pelas discussões que tive com o pessoal durante o processo de recrutamento.

O que você mais aprecia na Keyrus?

Excitantes projetos em fase inicial que podem ser tratadas no nível estratégico até à implementação. Desde que cheguei na França, venho trabalhando para a prática estratégia de marketing e muitas vezes temos que trabalhar em missões de definição de estratégia que capitalizam em especial nas tecnologias da informação e da comunicação, o DNA do Grupo Keyrus. Estas atribuições são, em seguida, executadas por um ou mais entidades do Grupo, o que é muito gratificante e nos permite ver o impacto do nosso trabalho. Através da grande variedade de atividades, todos os dias eu me encontro com colegas de diferentes origens que são muitas vezes uma fonte de inspiração em termos de desenvolvimento de competências e filosofia profissional. Finalmente, a Keyrus tem uma importante dimensão humana: o trabalho em pequenos grupos dentro de um grande grupo, o trabalho é feito em um ambiente de tipo familiar, mas com todos os benefícios das competências e rede de um grupo grande.

Quais são os cursos de educação / formação que você realizou?

Fiz bacharelado em ciências matemáticas na Bélgica, depois me formei em uma escola de negócios como engenheira de gestão.

Qual foi a sua carreira antes de se juntar Keyrus?

Durante os meus estudos e antes de me juntar a Keyrus, eu criei uma web start-up para alojamento de estudantes em Bruxelas.

Na sua opinião, como é que Keyrus se destacar de seus concorrentes?

Por seu posicionamento sobre temas "em alta" tais como big data, desde a estratégia até a implementação.

Para resumir, juntar-se a Keyrus é ...

Para resumir, juntar-se a Keyrus é um pouco como ingressar em um lar de estudantes internacionais! Existem muitas oportunidades dentro do grupo para desenvolver profissionalmente e pessoalmente, desde que você aplique a sua energia e desejo de crescer em seu trabalho!